Translate

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Cai a chuva
pinga... pinga...Lá fora a terra fura
e de dura mole fica.
No ar, cheirinho gostoso de barro
Vontade de brincar.
As árvores sacolejam e esfarfalham
Dançam felizes com o vento.
Euforia. Arrastando a contento
tudo o que cabe em seu enorme abraço
Olha a galinha que corre furtiva,
brinca nas poças. Que inveja. Cacareja.
Na cozinha a mãe faz pão.
A chuva acaba, e correndo o menino
sai para brincar.
A mãe chama. É hora de ir para escola.
Come o pão quentinho e desenxabido
vai-se embora. Nos olhos a saudade da chuva.
Passa correndo a galinácea, sacolejando a asa,
secando ao  sol.
E o sol brilha forte e imponente  por entre as árvores
que ainda pingam cristais.
e o vento, cessado, vai embora.
Assoviando.
Postar um comentário